Wednesday, May 7, 2008

A HOPEFUL RETURN

A primeira coisa que eu aprendi a cozinhar, para além de ovos mexidos, foi bolo de maçã. Era a especialidade da minha mãe - o bolo que fazia sempre que alguém fazia anos. Só me lembro dele a partir da Inglaterra, não me lembro do que havia antes, no que diz respeito a bolaria.

Esse bolo de maçã é o bolo no qual me especializei, que nunca falha e que toda a gente adora. Para além disso, maçã e canela tornou-se a melhor mistura entre uma fruta e uma especiaria que eu conheço. Um clássico. Nada de brilhante que estonteie qualquer pessoa, mas sabe... a casa. É reconfortante e é delicioso.

Mais tarde, ao repertório juntei a tarte de maçã. Outra que nunca falha.

Mas não chega. Há algum tempo que ouço falar na maravilha da tarte de maçã que o Anjo Verde serve à sobremesa. Ontem, enquanto morria de amores por uma tarte de chocolate com pimenta, da qual ainda tenho que descobrir o segredo, inspeccionei a tarte da Célia e decidi que a ia fazer hoje.

E de manhã vi a receita num site que já está TÃO na ronda diária, e apple crumble não me saiu mais da cabeça. O desejo de clotted cream é que eu não sei como é que hei-de resolver.


Crumble de Maçã (adapt. daqui)

Preparado de maçã
6 maçãs reineita
2 clhrs de sopa de açúcar amarelo
sumo de meio limão
canela q.b.

Cobertura
220g de farinha com fermento
75g de coco ralado
100g de aveia
175g de açúcar amarelo
200g de manteiga derretida

Aquecer o forno a 180ºC.
Descascar as maçãs e parti-las em cubinhos. Colocá-las num tacho, com o sumo de limão, o açúcar e a canela e aquecer em lume brando até a maçã ficar mole, mas não cozida. Deitar o preparado numa travessa de ir ao forno.

Numa terrina, deitar a farinha, a aveia, o coco ralado e o açúcar. Misturar tudo muito bem. Fazer um buraco no meio da mistura e despejar a manteiga derretida. Continuar a misturar até que a manteiga seja absorvida pelos ingredientes. Se a massa estiver muito empapada, acrescentar mais alguma aveia.

Pegar em pedaços da mistura e espalhá-los por cima do preparado de maçã, assegurando-se que esta fique bem coberta. Levar ao forno durante 40-45 minutos, ou até que esteja dourado.


Servir quente, frio ou como preferir. E se pudesse ser com clotted cream...

A experimentar.
- com menos açúcar na massa;
- com avelãs picadas misturadas na aveia, para ficar mais crocante.

Foi-se. Tão rápido que nem dá para saber se o que dizem de ela ser boa no dia seguinte é verdade. Tão rápido que quem comeu o bocadinho antes daquele ainda teve que bufar na maçã para não queimar a língua.
Me, happy.

3 comments:

Joana said...

que lindoooooo
vou comer agora
obrigada pela pedacinho:D
um gesto fófi, como disse A DRAGONA

Joana said...

ah
e ODEIO o site do anjo verde
muito enervante.

joui said...

sim, já tinha tido essa experiencia quando quis saber se eles estavam abertos ao fim de semana
e também me irritei
hehe